Orquestra de Violões do Amazonas

  • 19:00
  • PALÁCIO DAS ARTES - Av. Pres. Dutra, 4183 - Olaria, Porto Velho - RO




Orquestra de Violões do Amazonas

Regente Titular: Maestro Davi Nunes

Foto-OVAM-4-web

O Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura, criou em maio de 2000 a Orquestra de Violões do Amazonas como um novo elemento de sua política cultural no campo das artes, buscando fomentar a rica cultura musical através do violão, considerado o principal instrumento popular brasileiro.

Sob regência do Maestro Davi Nunes, a Orquestra está estruturada com 04 naipes, além de ter em sua composição 02 sopranos, 01 baterista, 01 percussionista, 01 inspetora e 01 montador. O repertório não é voltado apenas a uma época ou um estilo musical e sim a qualquer período histórico ou gênero, sempre buscando a qualidade estrutural e artística das peças que o compõe.

Ao longo dos seus 16 anos, a Orquestra vem promovendo o intercâmbio artístico e pedagógico entre os músicos locais. Sua atuação também tem contribuído para alcançar uma maior visibilidade e valorização das manifestações de música erudita, popular e contemporânea amazonense.

Foto-Davi-Nunes-2---regente 

Regente Titular: Maestro Davi Nunes

Natural de Manaus – Amazonas, iniciou sua carreira musical aos oito anos de idade. Estudou música (violão) no Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas (CAUA), posteriormente graduou-se como Bacharel em Música – Violão pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Atualmente é Diretor e Regente titular da Orquestra de Violões do Amazonas desde 2009; Coordenador do Núcleo de Música Popular do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro desde 2010 na Capital e Unidade Parintins; Diretor Artístico e Musical do “Festival Amazonas de Música” da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas em todas as cinco edições (2010 a 2014); Coordenador Pedagógico em cursos de Música (EAD) da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas.

Programa

Repertório:“Passeando com o violão”

Concerto de Brandemburgo VI – I. movimento – Johann Sebastian Bach (1685-1750)

Concerto para Bandolin e Orquestra I. movimento – Antonio Vivaldi (1678-1741)

Lesfilles de cadix – Leo Delibes (1836-1891)

La catedral – Agustín Barrios (1885-1944)

Canção do Amor – Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Homenagem a Nazareth – Ernesto Nazareth (1863-1934)

Bebe – Hermeto Pascoal (1936)

Corrente – Rudá Braws (1982)

Rumbas flamencas – Fábio Nin (1970)

Samba de uma nota só – Tom Jobim (19271994) e Newton Mendonça (1927-1960)

Material Girl / La isla bonita – Madona (Medley) (1958)

Como eu quero – Paula Toller (1962)

Igapó – Sebastião Tapajós (1944)

Canto geral – Pereira (1956)

Amazonas – Chico da Silva (1945)

Sebastiando – César Lima (1987)


Fotos

Apresentações