Professores:

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Amazonas Filarmônica, Manaus

Profa. Elena Koynova, violino
Prof. Anton Minenkov, violoncelo
Prof. Arley Raiol, flauta
Prof. Andre Loves, clarinete
Prof. Rubens Souza, trompete
Prof. Hugo Pinheiro, trombone

Orquestra de Violões do Amazonas, Manaus

Prof. Elias Ferreira, violão
Prof. Maestro Davi Nunes, regência

Cia Focus de Dança, Rio de Janeiro

Prof. Alex Neoral, diretor artístico

Onde/quando:

12 de outubro
16h às 18h – Violino, Violoncelo/Contrabaixo, Flauta, Clarinete, Trompete, Trombone e Violão

13 de outubro
09h às 11h – Violino, Flauta, Clarinete, Trompete, Trombone e Violão
15h às 17h – Violino, Violoncelo/Contrabaixo, Flauta, Clarinete, Trompete e Trombone

14 de outubro
09h às 11h – Violino, Flauta, Clarinete, Trompete, Trombone e Violão
15h às 17h – Violino, Violoncelo/Contrabaixo, Flauta, Clarinete, Trompete e Trombone

15 de outubro
09h às 11h – Violino, Violoncelo/Contrabaixo, Flauta, Clarinete, Trompete, Trombone, Violão e Regência

Local: EMURR – Escola de Música de Roraima
Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, 2952. Parque Anauá – (095) 98111-0871

Oficina de dança
11h às 13h30 – “Ferramentas para muitas danças”
Importante: Vagas limitadas

Local: JM Jazz Studio de Dança
Av. Via das Flores 1614, Bairro – Pricumã

 

 

Profa. Elena Koynova, violino

Natural da Bulgaria, é uma das mais atuantes violinistas da Amazonas Filarmônica, tanto como instrumentista quanto como professora. Mestre pela Academia Musical Estadual “Pantcho Vladiguerov”- Sofia, Bulgária,com especialidade em violino – performance e pedagogia. Como professora de violino, lecionou no Colégio Musical Estadual ”DobrinPetkov”no período 1989 -1999, criando gerações de violinistas bem sucedidos, que atuam na Bulgária, Estados Unidos, Espanha, Holanda e Brasil.

Desde 1999 reside em Manaus, Amazonas, onde atua como integrante da Amazonas Filarmônica, Líder da Orquestra de Câmara do Amazonas, monitora do naipe dos segundos violinos de Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, Professora de violino e Coordenadora do Grupo de Cordas e Piano no Liceu de Artes e Oficios “Claudio Santoro”. Elena também é a Maestrina da formação infanto – juvenil de cordas Camerata Amazônica.

 

Prof. Anton Minenkov, violoncelo

Anton Minenkov nasceu em 1970 em uma família de músicos. Aos 5 anos de idade começou a estudar piano com sua mãe. Três anos depois ingressou no Colégio Especial Musical da Academia de Música da República BELARUS para estudar violoncelo. Em 1988 ingressava na Academia de Música da República BELARUS. Dois anos depois passou pela concurso para Orquestra Federal de Musica Câmara da Republica BELARUS, onde trabalhou ate 1995.Em 1997 veio para o Brasil e ingressou na Orquestra Amazonas Filarmônica.

 

Prof. Arley Raiol, flauta

Natural de Belém do Pará, onde cursou o Conservatório Carlos Gomes – passando posteriormente a estudar no Conservatório Estatal Rimsky-Korsakov, em São Petersburgo – Rússia.

Fez parte do Quinteto Ecos de Sopro (Campinas-SP), Quinteto de Sopros do Paraná e Quinteto de Sopros da Amazônia. Por meio de concurso público, integrou a Orquestra Sinfônica do Teatro da Paz, a Orquestra Sinfônica do Paraná e desde 2004 integra a Orquestra Amazonas Filarmônica – atualmente como 1ª Flauta Solo -, atuando também como monitor do naipe de flautas da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica.

Fundou e atuou como coordenador e maestro do Coral de Flautas do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, atividade que o motivou a idealizar e coordenar em Manaus em 2012, com apoio da SEC – AM, o 11º Festival Internacional de Flautistas, promovido pela Associação Brasileira de Flautistas.

 

Prof. Hugo Pinheiro, trombone

Hugo Pinheiro é Bacharel em Trombone pela Universidade de São Paulo-USP, onde estudou com Wagner Polistschuk. Em 2006 e 2007 aperfeiçoou-se na Suíça com Stanley Clark (Sinfônica de Berna), na Hochschule für Musik und Theater. Participou de diversos grupos sinfônicos no Brasil e no exterior como: Orquestra Experimental de Repertório, Orquestra Sinfônica de Santos, Osusp, Ocam, Orquestra de Câmara do Amazonas, Banda Sinfônica de Lugano.

Trabalhou com importantes regentes brasileiros e estrangeiros como Luiz Fernando Malheiro, Emil Tabakov, Lorin Maazel, Lorin Campellone, Bernhard Geller, entre outros. Como membro do Quarteto de Metais da Suíça Italiana apresentou-se em diversos pontos daquele país. Desde 2003 é membro da Orquestra Amazonas Filarmônica, e desde 2004 é o chefe de naipe dos trombones.

 

Prof. Rubens de Souza, trompete

Iniciou seus estudos com o seu pai Geraldo de Souza. Sua formação foi consolidada no Conservatório Dramático e Musical de SP. Como músico convidado atuou na Orquestra Sinfônica Municipal de SP, de Florianópolis, Ribeirão Preto e Taubaté. Como solista participou em concertos de Trompete e Órgão, com o organista Heinrich W. Borgert, em várias cidades brasileiras e alemãs.

Com vasta experiência no campo pedagógico, foi membro fundador do Quinteto de metais Opus 5, com o qual desenvolveu a atividade de música de câmara e masterclass em várias cidades do Norte do país. Além de solista da Orquestra Amazonas Filarmônica, Rubens é monitor do naipe de trompetes da orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica e professor de trompete no Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro –AM.

 

Prof. André Loves, clarinete

Natural de Osasco – SP, reside em Manaus há nove anos, onde é clarinete solo e clarinete-baixo da Orquestra Amazonas Filarmônica, é também monitor e professor da Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, bem como do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro ( LAOCS ). É bacharel em clarinete pela FAC-FITO. André Loves é artista Devon e Burgani.

 

Prof. Elias Ferreira, violão

Iniciou seus estudos ao violão na capital amazonense aos 12 anos de idade com a professora paraguaia Lídia Araújo, no extinto Conjunto Experimental de Violão Clássico (CEVIC), grupo que realizou diversas apresentações nos espaços culturais da cidade, entre eles o Teatro Amazonas.

Em 2013, graduou-se em Violão (bacharel) pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Em 2016 formou-se no curso de mestrado em violão no Instituto Politécnico de Castelo Branco, Portugal. Em sua atividade profissional Elias Ferreira foi professor de teoria musical na Oficina-Escola de Lutheria da Amazônia (OELA).

É integrante da Orquestra de Violões do Amazonas (OVAM), onde teve a oportunidade de apresenta-se, no palco do Teatro Amazonas, com renomados interpretes no circuito violonístico. Dentre eles: Ana Vidovic, Sebastião Tapajós, Duo Siqueira Lima, Abadi Assad, Fábio Nin, Flávio Apro, dentre outros. É professor do Curso de Violão Solo no LAOCS (Liceu de artes e ofício Claudio Santoro, em Manaus.

 

Maestro Davi Nunes, regência

Iniciou seus estudos ao violão na capital amazonense aos 12 anos de idade com a professora paraguaia Lídia Araújo, no extinto Conjunto Experimental de Violão Clássico (CEVIC), grupo que realizou diversas apresentações nos espaços culturais da cidade, entre eles o Teatro Amazonas.

Em 2013, graduou-se em Violão (bacharel) pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Em 2016 formou-se no curso de mestrado em violão no Instituto Politécnico de Castelo Branco, Portugal. Em sua atividade profissional Elias Ferreira foi professor de teoria musical na Oficina-Escola de Lutheria da Amazônia (OELA).

É integrante da Orquestra de Violões do Amazonas (OVAM), onde teve a oportunidade de apresenta-se, no palco do Teatro Amazonas, com renomados interpretes no circuito violonístico. Dentre eles: Ana Vidovic, Sebastião Tapajós, Duo Siqueira Lima, Abadi Assad, Fábio Nin, Flávio Apro, dentre outros. É professor do Curso de Violão Solo no LAOCS (Liceu de artes e ofício Claudio Santoro, em Manaus.

 

Prof. Alex Neoral, diretor artístico e coreógrafo

O bailarino, coreógrafo e professor Alex Neoral começou seus estudos de dança na cidade do Rio de Janeiro. Depois de três anos atuando como bailarino em companhias como a Cia de Dança Deborah Colker, Cia Nós da Dança (Regina Sauer), Grupo Tápias (Giselle Tápias) e Cia Vacilou Dançou (Carlota Portella), Alex decidiu montar a Focus Cia. de Dança, em 1997. Em 2000 estreou seu primeiro espetáculo com a companhia, chamado Vértice. Coreografou para o DeAnima Ballet Contemporâneo os espetáculos Imposições (2003) e Por Partes (2005). Criou a coreografia do espetáculo O Quarto (2006), para a Cia Nós da Dança. Em julho de 2007 foi convidado para ministrar aulas e coreografar para o Citydance Ballet em Washington DC. Alex Neoral também ministra aulas de dança contemporânea no Centro de Movimento Deborah Colker e no Centro de Artes Nós da Dança.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO


ver todas as cidades